terça-feira, abril 12, 2011

PANQUECAS, ABOBRINHAS E DESIGN

Domingo à noite fiz panquecas aqui em casa - de carne moída e de abobrinhas. A minha preferida é de longe a de abobrinhas e para fazer a massa eu sempre uso uma receita bem antiga da Ofélia Ramos Anunciato.
fonte: O Globo

Quem tem mais de 40 anos certamente se lembrará da cozinheira talentosa e calma, que se não me engano tinha um programa de TV, na rede Bandeirantes ali pela hora do almoço. O livro Receitas Maravilhosas de Ofélia era da minha mãe, é uma edição especial para o Baú da Felicidade, publicada em 1976. Mamãe adorava um carnê do Baú. rsrs. 
O livro está velho, manchado e sem capa e embora não seja meu, está aqui em casa há alguns anos e a página 100 que traz a receita de panquecas já se soltou de tanto uso. Qualquer hora preciso criar vergonha e providenciar uma capa para essa preciosidade.


Das muitas receitas do livro, eu sempre uso 2, a de casquinha de caranguejos que eu faço a minha moda com carne de siri e a de panquecas de palmito que na verdade eu uso só a massa, pelo menos não me lembro de já ter feito com palmitos, acho que a próxima será com esse recheio. Deve ficar muito bom. Eu não tirei fotos das panquecas pois estávamos famintos e as 16 (para 6 adultos) sumiram em poucos minutos. O massa e o recheio de carne moída são bem simples.

Massa:
É só bater no liquidificador
2 copos de leite (uso o de requeijão como medida)
2 xícaras de farinha de trigo
3 ovos inteiros
1 colher (chá) de fermento em pó
sal

'Fritar'/dourar dos dois lados em frigideira antiaderente (apenas unte a frigideira)

Recheio
Refogo cebola, alho e uns 600g. de carne moída. Deixo secar bem a água que se forma para dar aquela fritadinha na carne e aí acrescento uns 2 tomates e um pouquinho só de água, o suficiente para não queimar. Quando o tomate derreter acrescento azeitonas picadas, pimenta do reino e cheiro verde, polvilho um pouco de farinha de trigo para dar consistência bem leve, só para a carne moída não rolar enquanto enrolo a massa. Deixo mais 2 minutinhos no fogo e está pronto.

O de abobrinha é só uma abobrinha refogada ao gosto do freguês e escorrida para não juntar muita água na panqueca.

À parte faço um molho de tomates para quem gosta (eu prefiro sem) e costumo servir com queijo ralado e salada de folhas.

Todo esse conteúdo aí de cima na verdade não era o objetivo principal do post, às vezes eu até me surpreendo com minha capacidade de divagar, nossa como eu viajo...achei que com o tempo isso fosse melhorar rsrs. O que eu queria mostrar mesmo é que quando fui cortar as mini abobrinhas que eu trouxe da chácara, me deparei com um simples e lindo arabesco, aí fiquei pensando de onde poderia ter vindo a inspiração para meu kit de carimbos. Aí está o "design" do título do post. Olhar de crafter é olhar de crafter. A gente enxerga arte em tudo kkkk


bjs a todos.
;)

17 comentários:

  1. Dilicia! Eu não perdia um programa da Ofélia, anotava tudo.
    Você podia ter carimbado papel com essa abobrinha, acho que ía ficar a marca.

    ResponderExcluir
  2. Oi Maria Amélia, levei um susto quando abri o blog e vi o retrato da Ofélia porque ontem a noite eu me lembrei dela. Eu via sempre o programa na TV, acho que gostava da calma dela. Na verdade a única vez que fiz uma receita dela foi um quindim, ou melhor, tentei fazer, na metade do processo joguei tudo fora e nunca mais comi quindim, fiquei com nojo do cheiro do ovo misturado com açúcar, na época eu estava grávida e o efeito foi devastador. Era complicado porque tinha que ficar em frente a TV anotando a receita, não era como agora que a gente vê o programa e depois vai na net e imprime. Mas eu gostava de ver, eram receitas menos complicadas que as de hoje em dia, com ingredientes que todo mundo tem em casa. Um trivial variado. Depois que ela morreu o programa continuou por algum tempo com a acessora dela, mas não vingou. Ela era o programa e contrariando o ditado, ela foi insubstituível. Minha mãe também adorava um carnê do baú. Teu olhar artístico está bem afinado, adorei o desenho da abobrinha. A divisão das panquecas não foi democrático, se fosse lá em casa teria que fazer na quantidade igual para cada um senão era bico na certa. Bjs
    Joana

    ResponderExcluir
  3. Maria Amélia,vc acredita que também tenho esse livro?
    E sempre faço a receita da panqueca?
    Eu tenho 35 anos,o livro era de uma tia minha D.Francisca,muuuuito querida,a gente chamava ela de tia Chiquita...muitas saudades...
    A receita é exelente!
    Um bj,Ana Cléa.

    ResponderExcluir
  4. Hi Maria Amelia,
    Minha primeira visita ao seu blog e gostei muito do conteudo de qualidade.
    Falando em Ofelia, tambem a minha cartilha de cozinha e onde aprendi muitas receitas gostosas e saborosas. Tenho o livro dela - em perfeitas condicoes - e com dedicatoria a mim. Foi um presente especial. Gostaria de dizer que eu era muito, muito jovem naquela epoca rsrsrs
    abracos
    Gina

    ResponderExcluir
  5. Hahahhahah!!! Também sou maluquinha assim! Já viajei na maionese e pirei na.... abobrinha!!! Um dia abri uma que veio do sítio e me deparei com coraçõezinhos. Sabe no que deu? Num belo prato para a família e num port para o blog. Foi no ano passado. Se quiser ver ou rever, o título foi coração de abobrinha. "Adorotudoisso!" Ver essas pequeninas coisas e que me fazem crer que a vida sempre vale à pena! Beijokas.

    ResponderExcluir
  6. Mamélia,
    Eu não tenho mais de 40 (ainda tô nos inta, mas abafa o caso..hehehe) e lembro muito bem da Ofélia, naquela época nem tinha internet pra pegar a receita e tinha que anotar correndo quando aparecia na tv, era uma loucura, ainda mais pra mim que sou lerda pra escrever. rs
    Eita, olhar de crafter mesmo, é lindo o arabesco da abobrinha, dá vontade de guardar né. rs
    Bjks...Aninha

    ResponderExcluir
  7. Lembro-me muito bem da Ofélia. Hummm já sabe que tenho mais de quarenta rsrs
    Bjs, em divina amizade.
    Sonia Guzzi

    ResponderExcluir
  8. Oie! adorei seu blog, lindo, interessante, parabéns, sua nova seguidora.bjos.

    ResponderExcluir
  9. Olá mamélia.
    A gente entrega a idade admitindo certas coisas....as vezes assistia a Ofélia, e gostava muito.
    Minha receita de panqueca é igual, faço recheio de carne moida para os carnivoros e recheio de ricota com cenoura para os lights.
    É preciso um olhar atento e sensivel para essas maravilhas da natureza. Adorei o arabesco. Outro dia fazendo bolinho de mandioquinha não resisti ao pure amarelo maravilhoso e fotografei...
    qualquer dia posto....
    bjão
    mari

    ResponderExcluir
  10. Oi amiga,
    Eu tenho dois "nosssssssa" pra te dizer, rsrsrss
    O primeiro é: nosssssa que saudade da Ofélia! Quando o Víctor (hoje com 20 anos) era um bebê e ficava no cercadinho, eu passava roupa assistindo o programa dela, vixe! Era tudo de bom. Muitas vezes ela fazia coisas caras ou meio difíceis, mas o que valia era o jeito dela, muito bom!
    Outro noooooooossa, é pra sua abobrinha! Fala sério, que legal, que desenho estiloso! Até a natureza faz craft! rsrsrs
    Beijocas pra você!!!
    Valéria

    ResponderExcluir
  11. Adoro panquecas, é só não fiz hoje pro almoço por pura falta de tempo. Mas tem um truque que aprendi pra não ter que ficar untando a frigideira toda hora, adicione na massa umas duas colheres de margarina derretida.
    Não fica com gosto de margarina e nem oleosa demais, mas fica muito boa. Nas panquecas pro cafe da manha de domingo também costuma usar a margarina derrtida, e fica muito bom.
    um beijo,

    Marcia Gullo
    www.blogdagullo.blogspot.com
    www.pecadosdagullo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Oi
    Sempre fiz panquecas a olho
    que bom que você de a receita.
    Beijos...
    Lúcia

    ResponderExcluir
  13. Oi amiga adoro teu blog sempre tem coisas lindas por aqui,beijokas...
    http://agulhaetricot.blogspot.com
    http://agulhaetricot.com
    http://titacarre.elo7.com.br

    ResponderExcluir
  14. Que coisa mais maravilhosa! Me indentifiquei com a questão de ver arte em tudo! Tbm sou assim! =)

    ResponderExcluir
  15. Maria Amélia, acho que toda crafter é meio maluca.Vê arte em tudo! Tb sou assim, tem hora que dou uma "surtada"... rsrsrs
    Que abobrinha abençoada! Eu no seu lugar teria saindo carimbando um montão de papel em bco pra aproveitar esse presente... ;)

    ResponderExcluir
  16. Ola!!!
    Como sempre tao generosa mas olha o trabalho de casinha de abelha nao e meu voce vai ve-los no link.
    Sempre que voce menciona a respeito da Giovana acho o maximo ela vai ter lindas memorias da infancia quando crescer. Todos esse mimos , vestidinhos ,etc sao parte dessa memoria. Perdi a minha avo o ano passado mas infelizmente ela nao teve uma participacao ativa na minha infancia ainda sim tenho lindas lembrancas.
    Da uma olhadinha neste link talves gostei.
    Ate breve....

    ResponderExcluir
  17. kkkkkk.... esqueci do link aqui esta
    http://theroyalsisters.blogspot.com/2010/10/henry-loves-carnations.html

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelos comentários. Venham me visitar sempre!
Um abraço. Mamélia ;)


FEITO NO BRASIL