quinta-feira, maio 26, 2016

PINTURA NO VELHO BANCO DE MADEIRA E UM BELÍSSIMO PRATO DE CERÂMICA PINTADO À MÃO


Em 2014 eu ganhei um belíssimo prato De cerâmica pintado à mão pela minha cunhada. As cores muito vivas da mandala são sem dúvida minhas preferidas. Gostei tanto que resolvi pintar o velho banco de madeira que servia de suporte para plantas, inspirada pela mandala tão linda e alegre.

Isso foi no finalzinho de 2014 e era para eu ter pintado os dois bancos, mas até hoje não consegui fazer nada mais que o fundo branco no segundo. Quem sabe agora, voltando ao blog eu me anime e conclua o trabalho. Rsrs

Obviamente não quero comparar a pintura da minha cunhada, que é belíssima, com a minha que é no mínimo bastante rústica, rsrs, mas gostei do resultado final do banco.

Quanto ao prato, além de tudo é bastante útil, De um lado a superfície é reta, perfeita para um bolo, do outro tem a cavidade apropriada para um pudim com calda, por exemplo.

Primeiro as fotos do prato:



E então as fotos do banco:


Aproveitem o feriado. bjs a todos

quarta-feira, maio 25, 2016

CHIPS DE BANANA VERDE


Aqui em casa sempre tivemos bananeiras no quintal e portanto, bananas verdes. Ano passado viajamos para Itanhaém/SP e como sempre passamos na fábrica de bananinhas. Resolvemos comprar um pacotinho de Chips de banana e viemos embora. Quando abrimos o pacote bateu o arrependimento de ter comprado apenas um. Já estávamos em casa quando isso aconteceu e então eu resolvi tentar fazer aqui mesmo. Deu muito certo, mas como não somos de muita fritura nunca mais fiz. Agora bateu de novo aquela vontade. Preciso inspecionar as bananeiras e fazer novamente. Enquanto não faço, ficam aqui as fotos do ano passado. 

É muito simples de fazer. 

Descasque as bananas, 
tire fatias finas com o descascador de legumes
frite naquele óleo novinho em folha. 
Deixe escorrer o excesso de óleo em uma peneira de metal pois o papel toalha encharca a fritura. 

Sirva como acompanhamento substituindo as batatas fritas ou como aperitivo para aquela cervejinha geladíssima.

Bom apetite!


terça-feira, maio 24, 2016

CHURRASCO FAKE - SANDUÍCHE DE HAMBÚRGUER


Sou menos fã de churrasco do que sou do clima do churrasco, da movimentação e bagunça da casa cheia e das crianças correndo e brincando,  mas esses dias a vizinhança anda atiçando minha vontade. Parece que todos por aqui resolveram fazer churrasco no final de semana. O cheiro é realmente tentador. rsrs

Coloquei minha churrasqueirinha elétrica na bancada. Peguei meus hambúrgueres caseiros, alguns legumes e os pãezinhos que fiz hoje para o lanche das crianças. A receita dos pães já postei AQUI. Eles estão mais moreninhos hoje porque completei as medidas com umas duas colheres de aveia e 1/3 de xícara de centeio pois a farinha de trigo não foi suficiente.

Ficou muito bom meu falso churrasco, claro que não chega aos pés daquela picanha macia, mas matou a fome e a vontade de churrasco do momento. O churrasco de verdade agora pode ficar para outra hora.



segunda-feira, maio 23, 2016

UMA MINIATURA DE MÁQUINA DE COSTURA

Parece fácil de fazer essa miniatura de máquina de costura. Um verdadeiro mimo.
Tutorial AQUI

LIMONCELLO CASEIRO


Eu ainda não fiz, mas gostei dessas duas receitas. Nessa mesma linha acho que dá para fazer Contreau caseiro também, com cascas de laranja.

A primeira receita (originalmente em inglês), descrevo em livre e resumida tradução a seguir, com minhas observações entre parênteses:

Lava-se muito bem os limões sicilianos (tem que ser obrigatoriamente limões sicilianos bem amarelinhos) em água morna para se tirar qualquer resíduo de agrotóxicos.

Tira-se a pele, apenas a parte amarela, sem a parte branca que pode deixar a bebida muito amarga. 

Coloca-se em vidro esterilizado com álcool de boa qualidade, próprio para bebidas, até cobrir as peles de limão. (eu usuária vodka mesmo, acho mais garantido pois certa vez comprei o álcool apropriado para fazer licor de folha de Figo e ficou horrível)

Deixa em local escuro por 30 dias.

Nesse ponto, após 30 dias, acrescenta-se um pouco de xarope (em temperatura ambiente) feito com água e açúcar fervidos até formar uma calda rala.

Acrescenta-se mais álcool e deixa-se por aproximadamente 40 dias. Coa-se o líquido eliminando ao parte sólida.

Guarde na geladeira.

O link para a receita original está aqui LIMONCELLO. Quem se interessar pode encontrar aí as prováveis hipóteses de como surgiu a bebida.

A segunda receita, com os mesmos ingredientes, mas com modo de fazer um pouco diferente está no vídeo abaixo. É do Projeto Banquete, um site brasileiro que eu gosto muito.




FEITO NO BRASIL